Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Artigos

Não há retorno

“Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria.” Salmo 90.12

Publicada em 02/10/19 às 16:47h - 130 visualizações

por Pastor Manoel Cavalcantti Júnior


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Pastor Manoel Cavalcantti Júnior, da Primeira Igreja Batista de Vitória da Conquista/BA  (Foto: Radio Boas Novas e Viaje Sergipe)

Dias atrás viajei com Nilde ao Rio de Janeiro e a chegada à cidade foi pelo aeroporto do Galeão. Do desembarque ao portão de saída tivemos que fazer uma longa caminhada. Os passageiros que chegam a este portão se deparam com um aviso estampado bem acima dele: “Atenção! A partir deste ponto não há retorno.” Cada um que cuide de fazer o que tem que ser feito, pois depois não poderá voltar àquela área de desembarque.

Este aviso me fez lembrar de dois aspectos da existência humana. No livro de Eclesiastes, Salomão nos lembra que a vida é feita de diversas fases. Ele afirmou que “para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu”. (Ec 3.1) Há as fases de bonança e de tempestades, as de muito trabalho e momentos de descanso. Em um momento desfrutamos da alegria da infância de nossos filhos e em seguida nos atentamos que estão entrando na adolescência. Havia o tempo em que convivíamos diariamente com os nossos pais, mas tudo mudou quando saímos de casa e fomos formar nossa própria família. O mesmo fenômeno acontecerá com os nossos filhos: um dia criarão asas e não mais os teremos a todo instante ao nosso lado.

Um segundo aspecto de nossa existência é a rapidez com que estas fases mudam. Isso foi percebido por Moisés, a quem se atribui a autoria do Salmo 90. Nos versículos 5 e 6 ele compara o ser humano à brevidade de um sono e à relva: germina e brota pela manhã, à tarde murcha e seca. Tudo passa muito rápido na vida. Ficamos tão apegados às nossas tarefas diárias que não percebemos quão depressa o tempo vai passando. Pior: ficamos presos à ilusão de que somos eternos e não nos preocupamos com a verdade dura de que o tempo que temos é limitado.

Penso, então, que a vida pode ser comparada a uma grande e longa edificação. Cada um dos seus espaços corresponde a uma das diversas fases de nossa existência. Neste caso, a lei que a vida nos impõe é a mesma daquele aeroporto: não podemos ficar pra sempre no mesmo local; precisamos nos deslocar e passar de um espaço para outro. E para cada porta por onde mudamos de espaço, a mesma placa nos alerta: “A partir deste ponto não há retorno”. É uma alerta a respeito de nossa transitoriedade e da limitação do tempo que possuímos. E o que isso exige de nós? A resposta está no pedido que Moisés faz a Deus no mesmo Salmo 90, versículo 12: aprender a contar os dias a fim de alcançarmos um coração sábio. Em outras palavras: é preciso sabedoria para aproveitarmos da melhor maneira possível as fases que passamos e o tempo que nos é dado. Esta ideia pode ser encontrada também em um texto de Rubem Alves, quando ele diz que descobriu o fato de que teria menos tempo de vida pela frente do que já havia vivido até ali. Então ele compara sua vida a uma menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. No início ela vai chupando a frutinha com displicência, mas quando percebe que as jabuticabas estão acabando passa a roer até o caroço.

Não podemos esquecer que chegará o dia em que atravessaremos um último portão. Mais do que nunca o aviso de não retorno fará sentido. Sairemos da vida para adentrarmos à eternidade. Não importará se deixamos de fazer alguma coisa ou se esquecemos de nos despedir de alguém. Diferente do aeroporto do Galeão, não nos será permitido passar com bagagem alguma. Levaremos apenas as lembranças dos relacionamentos que construímos e os resultados das ações que desenvolvemos durante o tempo em que permanecemos aqui. O conselho de Moisés, portanto, é que tenhamos sabedoria para usufruirmos deste tempo que graciosamente nos foi dado. Aproveite bem a bacia de jabuticabas que Deus te deu. E não há maneira melhor de saborearmos deste presente senão ao lado dele, que é refúgio eterno para aqueles que o temem.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (79)9 9161-5033

Visitas: 102270
Usuários Online: 163
Copyright (c) 2019 - Radio Boas Novas e Viaje Sergipe - Avenida Senador Júlio César Leite, 1445 – Edf. Jardins – S/304 – Bairro Aeroporto / CEP: 49037-580 Aracaju/Sergipe/Brasil Fone: (79) 99979-7974 - 99974-1811 - 99161-5033 - boasnovasaracaju@gmail.com